quinta-feira, 8 de julho de 2010

6ª Briguenta Etapa

Por: Carlos Eduardo Szépkúthy

É nunca esteve tão desatualizado o blog, mas ainda estamos aqui.


No domingo, dia 04 de julho, além da independência americana, aconteceu a 6ª etapa da Copa Clássicos de Competição. Com toda a correria para resolver os problemas do carro e outros problemas que estavam tomando tempo, nem o convite tive tempo de colocar no blog...

Mas estávamos prontos para ir para a pista no sábado, com o velho teste de 2 voltas no quarteirão concluído sem nenhum problema, mas o conjunto mecânico estava muito abaixo do que estavamos acostumados. Não esperávamos nada, apenas completar a prova para garantir os pontos no campeonato e tentar andar no meio do pessoal.

Corridas a cada 20 dias como estão sendo as últimas 4 etapas é muito sacrificante, com relação ao trabalho no carro, o conjunto sofrendo desgaste e o bolso sendo esvaziado.

Não era o dia exato, mas sim o mês e a etapa em que eu estava completando 1 ano de "piloto", participando da CCC (26 de julho, 6ª etapa de 2009); E cheguei a comentar com meu pai no caminho do autódromo, essa vez acho que é a que estou mais tranquilo, não havia ansiedade alguma e nunca estive tão calmo em dia de corrida. O que iria durar pouco.

Fizemos o mesmo ritual de sempre, chegar cedo, arrumar tudo e se preparar para treinar. No treino o carro apresentou diversos defeitos e trabalhamos para corrigir e ter uma prova tranquila. Estava tudo andando bem, mesmo com o meu tempo por volta muito alto e não satisfatório, meu companheiro de categoria o Regis da Puma #79, tambem estava com problemas e iriamos brigar pelo 2º lugar da categoria E na pista.

Veio a prova, um dia bonito, sol e calor, fui sorteado para largar no meio do pelotão (15 de 23). Larguei bem, o carro respondeu com o que tinha disponível de pontência e o Zebra que estava na minha frente acredito que teve problemas, ficou parado... Ganhei algumas posições na largada.

O carro estava muito ruim de chão e a primeira volta com todo mundo embolado foi até que engraçada, até chegar na junção. Na subida do café o carro estava desde os treinos jogando muita fumaça de oléo queimado, e na primeira volta parece que foi muito pior e não parou de "fumar" mais... Começou então minha decepção.

Completei a volta com meio pedal e tirei o pé logo em seguida. Cheguei na reta oposta já com muita gente me passando e pensando o que poderia ter acontecido com o motor, já que ainda tinha força, a pressão de óleo não havia caido e não estava superaquecendo.

Cheguei na conclusão de que era algum vazamento na conexão do relógio de presão que vai no lugar do sensor de óleo original e rápido e simples de se resolver, iria no mínimo ficar 1 volta atras. Considerando que o Regis, meu oponente não havia largado e o Rui meio outro oponente estava bem mais lento, havia esperança!

Completando a 2ª volta devagar soltando aquela fumacera toda, fiquei de olho nos bandeirinhas, que costumam sinalizar quando voce esta vazando óleo com a bandeira preta e uma bola laranja no centro, mas nenhum deles estavam me sinalizando, o que achei muito estranho e continuei no caminho do Box. Ao chegar no Mergulho vejo um rapaz no meio da grama correndo me fazendo sinais com as mãos e os braços, que até onde entendi queria que parase ali mesmo, e não parei, queria ir até os boxes consertar o carro.


Na rampa de acesso aos boxes, os comissários técnicos me pararam em frente ao box 1 e diziam "desligue o carro e vá até o 3º andar da torre!". Eu fiquei sem entender nada e perguntava "Mas não posso ir até o box consertar o carro?" ele dizia não, e repetia a mesma frase. Isso me deixou doido, depois de ter lutado tanto para participar, com um defeito simples no carro que poderia ser resolvido em torno de 5 minutos e sou retirado da corrida sem nem se quer ser ouvido.

Com a adrenalina alta, fiquei enfurecido, arranquei o capacete e queria arrebentar tudo na minha frente, e quando desci do carro no box e vimos que estava certo, era um defeito simples, fiquei mais bravo ainda... O alto falante anunciava para eu comparecer ao 3º andar da torre.

Respirei uns 5 minutos e subi, bem alterado e acompanhado de meu pai tentando me acalmar. Ao chegar lá em cima, estava a equipe de direção de prova, o Alfredo o Ceregatti e mais algumas pessoas que nem consegui identificar. Já fui falando, quem me chamou aqui?

O Ceregatti vendo que estava bem alterado, já veio conversar comigo e tentar me acalmar. Conversou uns minutos até o Diretor de Provas se aproximar tambem.

Como se não bastasse tudo o que tinha acontecido, havia sido chamado na torre para o diretor de provas chamar minha atenção, dizendo que era para eu ter obedecido a sinalização feita com a mão pelo homem no meio da grama e parado o carro na mesma hora, pois segundo ele eu emporcalhei a pista com óleo....

Ele continuou com seu sermão como se eu fosse um criminoso. No início até eu tentei argumentar e reclamar dos bandeirinhas, comisários técnicos, mas foi em vão... Esperei o homem terminar e ao final quando ele parou fui contar a minha versão. Ele nem deu ouvidos e enquanto eu falava ele saiu andando para seu posto de trabalho. Uma verdadeira falta de respeito e educação!

Estava bem alterado e fui atras dele, tentei conversar, mas foi em vão, sai de lá transtornado e muito chateado. Simplesmente peguei minhas coisas e fui embora, não fui falar com ninguem mais e ninguem se preocupou em vim falar comigo, ficou tudo por isso mesmo...

O motor do Puma que segundo a direção de prova com seu olhar técnico condenou e disse que havia quebrado, está ótimo e saudável funcionando!

Acredito que o episódio foi apenas mais um dos muitos que devem ter acontecido, um desrespeito enorme com nos que estamos dando duro e participando. Provavelmente vai ficar tudo como está, sem maiores conclusões.

Quanto a minha parte, estou decidindo o meu futuro e postura dentro do automobilismo e da CCC, ainda temos em torno de 3o dias para a próxima etapa!

Como de costume o amigo sempre presente Paulinho, gravou a largada da 6ª Etapa!

9 comentários:

Priscila disse...

Foi uma total injustiça, regras são regras, se ela diz que vc deve parar qdo ver a bandeira, não adianta um 'ser' acenar com a mão que não vale nada.
Acho que o pessoal da diretoria de prova deveria rever seus conceitos ao invés de sair por ai acenando de qualquer maneira já que eles se consideram tão rigorosos.

Mais valeu Dú!!!

Mais uma história pra contar (apesar do nervoso - pra falar a verdade, ainda bem que eu não fui... senão eu ia voar no pescoço do cara... heheh)

Parabéns pelo seu empenho e dedicação..
Amo você!!

Pri

Orlando Belmonte Jr. disse...

Carlos Eduardo, a Priscila disse tudo , a unica sinalização que tem que ser obedecida são bandeiras , ele poderia até estar acenando porem alguem ao lado com bandeiras, acho que não se pode calar , tem que ser questionado sobre o que aconteceu e se alguma regra no automobilismo mudou, já aconteceu comigo 2absurdos na epoca em que eu corria ,mas me calei até de 1º fui para 4º lugar por erro deles,
ainda há tempo de vc questionar para não acontecer com vc ou com outros novamente
abs

Claudio Ceregatti disse...

Relaxa e volta, Eduardo.
Não deixe que uma série de percalços estrague teus sonhos, tua paixão.
Não deixe de fora essa Puma linda, que por si só já é história, visto que correu com seu Pai em Estreantes e Novatos.
Tire as melhores lições de todo o ocorrido. Mesmo sendo da pior maneira, certamente voce aprendeu mais algumas coisas.
Capricha na preparação para a próxima, compareça e se divirta, que voce e teu pai merecem.
E não se esqueça que "corridas são corridas". Acabam na bandeirada, e assim como voce teve problemas, a concorrencia pode ter tambem.
Enterra o desgaste, engole mais esse sapo - prepare-se que na vida o que não falta é sapo para engolir - releve e acelere.
Casos escabrosos como esse, de desmandos e mal-entendidos é o que não falta na história do automobilismo paulista.
Não se deixe levar pela raiva e pela tensão, e não se esqueça que voce está lá para se divertir e riri dentro do capacete.
Tua hora e tuas vitórias chegarão naturalmente, vai acertando o carro devagar, pegando a mão com a quilometragem que o podium vitorioso virá.
E estarei lá pra ver e aplaudir muitas vitórias suas.
Grande e afetuoso abraço, de quem morre de inveja por estar de fora (ainda...)

Palace Garage V8 disse...

E ae Dú , Relaxa issu acontece sempre por lá estive conversando com algumas pessoas e muitos desistem de correr em interlagos por estes motivos, de termos pessoas responsaveis por departamento sem instrução e competencia mais poxa você e seu pai deram e dao duro para a puma andar e fazer bonito não desista , não dé este gostinho para esse tipo de gente vai lá e mostra que não está para brincadeira , todos nós estamos prestes a sofrer uma injustiça como esta ,mais é como o velho ditado caiu ? levanta , ergue a cabeça e mostra que você pode mais que eles.
Um grande Abraço
Hernani Catelan Marchioni

paulo disse...

É tendo pessoas ignorantes q o nosso automobilismo esta assim !
Um idiota de um diretor de provas q se acha o todo poderoso , fiscais de pista q não sinalizam nada e um organizador da ccc q é um banana !!!
Fica a pergunta ? será q na porsche cup aconteceria a mesma coisa ???

Aun disse...

Belas palavras Cerega.

Mauricio Morais disse...

É o que não pode é o diretor de prova se achar o todo poderoso e não respeitar o ponto de vista do piloto. Quem faz o espetáculo é quem pilota, quem se arrisca na pista são eles dentro de seus carros. Bom senso é um pré requisito pra quem vai dirigir alguma coisa. Nada justifica a grosseria e a falta de respeito.
Acho que seria melhor chamar alguns ex-pilotos pra fazer parte dessa fiscalização durante as provas, assim como estão fazendo na Formula 1.
Quem já esteve dentro da pista tem outro olhar sobre os fatos.

Rui Amaral Lemos Jr disse...

Carlos Eduardo, o Orlando, Geregatti e eu conhecemos bem tudo isso. Tudo mesmo, o nervosismo de estar na pista, o desgate e decisões que contestamos no calor dos acontecimentos. E outras cositas más. Continue sempre a melhor resposta que damos é acelerando.

Abs

Rui

Francisco J.Pellegrino disse...

Carlão, relaxa e goza....já dizia a mulher.....ontem o Alonso ficou esperando uma decisão, não deu passagem que seria o correto e foi penalizado....imagine aqui no BRAZZZIIILLLLL o que os caras não devem fazer ?????